Instalando O WildFly como serviço em um Servidor Linux

Executar Servidores de Aplicação como serviço é muito comum nos dias de hoje, pela praticidade de gerenciamento e também por ser muito simples a restauração do serviço após o boot do Sistema Operacional.

No decorrer deste capítulo iremos descrever os passos necessários para configurar o WildFly Server como um serviço utilizando o systemd como gerenciador de serviços.

Nas versões anteriores do Wildfly, até as versão 9, os scripts estavam no diretório $JBOSS_HOME/bin/init.d, mas n versão 10 os scripts foram movidos para o diretório $JBOSS_HOME/docs/contrib/scripts, lembrando que os scripts encontrados neste diretório são contribuições de usuários e estão disponíveis na distribuíção do WildFly para serem utilizados como exemplo.

O a criação de um serviço com o systemd é muito simples quando comparado ao init.d. Para conhecer melhor o systemd acesse este link.

Neste capítulo será exemplificado a instalação do serviço utilizando o init.d e o systemd.

Init.d

Under development

Systemd

O arquivo de configuração do systemd disponibilizado na instalação do WildFly já está pronto para uso, sendo necessário realizar somente alguns passos antes de executá-lo como serviço.

Neste ponto, será necessário ter efetuado os passos descritos no tópico Instalação passo a passo. Com o ambiente pré configurado, siga os passos abaixo:

# mkdir /etc/wildfly 
# cp /opt/wildfly/docs/contrib/scripts/systemd/wildfly.conf /etc/wildfly/
# cp /opt/wildfly/docs/contrib/scripts/systemd/wildfly.service /etc/systemd/system/
# cp /opt/wildfly/docs/contrib/scripts/systemd/launch.sh /opt/wildfly/bin/
# chmod +x /opt/wildfly/bin/launch.sh
# chown wildfly. /opt/wildfly/bin/launch.sh

Como os scripts já estão pré configurados, depois de executar todos os passos acima, já estamos prontos para iniciar o wildfly.

Primeiramente vamos habilitá-lo para ser executado durante o boot do Sustema Operacional:

# systemctl enable wildfly
# systemctl start wildfly

E para parar o serviço:

# systemctl stop wildfly

Para configurar o serviço do WildFly para usar o modo Domain ao invés do modo Standalone (padrão), edite o arquivo wildfly.service localizado em /etc/wildfly conforme o exemplo abaixo:

# The configuration you want to run
WILDFLY_CONFIG=domain.xml

# The mode you want to run
WILDFLY_MODE=domain

Por padrão o endereço de bind vem configurado c omo 0.0.0.0, não é uma boa prática deixá-lo com essa configuração, altere o endeço de bind para o endereço de IP do servidor em que o WildFly será executado. Para alterar o endereço de bind edite o mesmo arquivo citado acima da seguinte maneira, como exemplo será utilizado o ip 192.168.1.10:

# The address to bind to
WILDFLY_BIND=192.168.1.10

results matching ""

    No results matching ""